10 de maio de 2013

Renovar as janelas


PUB



Precisa de algumas sugestões e dicas para o planeamento e renovação das suas janelas? Então leia o post completo e mude as janelas antigas da sua casa para modelos mais eficientes e ganhe em conforto e na redução de custos. Ao renovar as suas janelas antigas, pode melhorar não só o conforto na sua casa, como também ajudar a respeitar o meio ambiente. As aberturas e as fisgas ou folgas entre as janelas são as grandes responsáveis por grandes perdas de calor no Inverno e ganhos no Verão. Melhore o conforto da sua casa mudando... as janelas!


Existem diferentes tipos de Janelas:
As janelas de correr e as de guilhotina (as que têm a parte superior fixa e a inferior móvel), que apesar de pouparem espaço, têm folgas por onde passa o ar e um elevado nível de infiltrações;
As janelas de batentes (a abrir para o interior) são ótimas para ventilar a casa, contudo ocupam mais espaço e podem limitar a escolha dos móveis;
As janelas oscilo-batentes são as mais versáteis, pois o eixo vertical permite abrirem na totalidade, como as normais janelas de batente. Estas são as janelas que conseguem obter um melhor desempenho térmico e acústico. Para este tipo de janelas deve garantir-se uma ventilação permanente. Esta pode ser assegurada pela colocação de grelhas de ventilação autorreguláveis.


A caixilharia das janelas
- Caixilhos em alumínio: são os mais usados em Portugal. São mais leves e não exigem grande cuidado na manutenção, apesar de deixarem passar muito calor do ambiente mais quente para o mais frio. Hoje em dia, as janelas em alumínio possuem modelos que oferecem uma enorme panóplia de personalizações dos projetos, devido à existência de perfis e acessórios que contemplam as mais diversificadas alternativas em termos estéticos, mantendo sempre a funcionalidade desejada.
- Caixilhos de madeira: conferem bom isolamento e, com uma manutenção cuidada, podem durar bastante tempo.

- Caixilhos em PVC: possuem uma baixíssima necessidade de manutenção, não apodrece, é de fácil limpeza e acima de tudo possui um excelente isolamento térmico e acústico reduzindo assim, os custos com a energia. O PVC para além de um ciclo de vida considerável, tem excelentes propriedades mecânicas, baixa flamabilidade, grande resistência à humidade e ao raios UV e um peso baixo, o que promove instalações mais rápidas e menores emissões no seu transporte. Atualmente o PVC possui um rápido e sustentável crescimento que se deve essencialmente ao ótimo binómio custo/benefício do PVC, assim como, à grande facilidade que este material pode ser modificado através da inclusão de aditivos e da grande capacidade de reciclagem.
Fonte
PARTILHAR:

PUB

0 comentários:

Enviar um comentário